Grupos Familiares

Líder: Pastor Edward L. Pereira

 

O nosso jeito de ser igreja

Somos uma Igreja em Grupos Pequenos

Alcançamos as pessoas através de relacionamentos; propósitos de Deus para a Igreja.

Comunidade – Pessoas que não têm JesusMultidão – Pessoas que freqüentam as CelebraçõesCongregação – Pessoas comprometidas com a membresiaComprometidos – Pessoas comprometidas com a formação espiritual

Núcleo – Pessoas ativas em Ministério

História do Presbiterianismo

As origens históricas mais remotas do presbiterianismo remontam aos primórdios da Reforma Protestante do século XVI. Como é bem sabido, a Reforma teve início com o questionamento do catolicismo medieval feito pelo monge alemão Martinho Lutero (1483-1546) a partir de 1517. Em pouco tempo, os seguidores desse movimento passaram a ser conhecidos como “luteranos” e a igreja que resultou do mesmo foi denominada Igreja Luterana.

O que é IPB

A Igreja Presbiteriana do Brasil é uma federação de igrejas que têm em comum uma história, uma forma de governo, uma teologia, bem como um padrão de culto e de vida comunitária. Historicamente, a IPB pertence à família das igrejas reformadas ao redor do mundo, tendo surgido no Brasil em 1859, como fruto do trabalho missionário da Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos.

http://www.ipb.org.br/portal/historia

Denominações Presbiterianas no Brasil

A Igreja Presbiteriana do Brasil é a mais antiga denominação reformada do país, tendo sido fundada pelo missionário Ashbel Green Simonton (1833-1867), que aqui chegou em 1859. Mais tarde, ao longo do século 20, surgiram outras igrejas congêneres que também se consideram herdeiras da tradição calvinista. São as seguintes, por ordem cronológica de organização: Igreja Presbiteriana Independente do Brasil (1903), com sede em São Paulo; Igreja Presbiteriana Conservadora (1940), com sede em São Paulo; Igreja Presbiteriana Fundamentalista (1956), com sede em Recife; Igreja Presbiteriana Renovada do Brasil (1975), com sede em Arapongas, Paraná, e Igreja Presbiteriana Unida do Brasil (1978), com sede no Rio de Janeiro.

Rev. Ashbel Green Simonton

Ashbel Green Simonton (1833-1867), o fundador da Igreja Presbiteriana do Brasil, nasceu em West Hanover, no sul da Pensilvânia, e passou a infância na fazenda da família, denominada Antigua. Eram seus pais o médico e político William Simonton e D. Martha Davis Snodgrass (1791-1862), filha de um pastor presbiteriano. Ashbel era o mais novo de nove irmãos. Os irmãos homens (William, John, James, Thomas e Ashbel) costumavam denominar-se os “quinque fratres” (cinco irmãos). Um deles, James Snodgrass Simonton, quatro anos mais velho que Ashbel, viveu por três anos no Brasil e foi professor na cidade de Vassouras, no Rio de Janeiro. Uma das quatro irmãs, Elizabeth Wiggins Simonton (1822-1879), conhecida como Lille, veio a casar-se com o Rev. Alexander Latimer Blackford, vindo com ele para o Brasil.

 

Esboço Histórico

Atualmente existem no Brasil várias denominações de origem reformada ou calvinista. Entre elas incluem-se a Igreja Presbiteriana Independente, a Igreja Presbiteriana Conservadora e algumas igrejas criadas por imigrantes vindos da Europa continental, tais como suíços, holandeses e húngaros. No entanto, a maior e mais antiga denominação reformada do país é a Igreja Presbiteriana do Brasil. Ao mesmo tempo, convém lembrar que, já nos primeiros séculos da história do Brasil, houve a presença de calvinistas em nosso país.

Implantação da IPB (1859-1869)

O surgimento do presbiterianismo no Brasil resultou do pioneirismo e desprendimento do Rev. Ashbel Green Simonton (1833-1867). Nascido em West Hanover, na Pensilvânia, Simonton estudou no Colégio de Nova Jersey e inicialmente pensou em ser professor ou advogado. Influenciado por um reavivamento em 1855, fez a sua profissão de fé e, pouco depois, ingressou no Seminário de Princeton. Um sermão pregado por seu professor, o famoso teólogo Charles Hodge, levou-o a considerar o trabalho missionário no estrangeiro. Três anos depois, candidatou-se perante a Junta de Missões da Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos, citando o Brasil como campo de sua preferência. Dois meses após a sua ordenação, embarcou para o Brasil, chegando ao Rio de Janeiro em 12 de agosto de 1859, aos 26 anos de idade.

 

A historia da IPVO – Igreja Presbiteriana da Vila Operaria

Muitos tem ajudado a escrever esta história. Veja no VÍDEO ao lado algumas das famílias que por aqui passaram, outros que bravamente continuam e para ver o que Deus está fazendo, convidamos você, caro amigo a participar de uma de nossas reuniões. No mais sem pre vale lembrar nomes como: Presbítero Blecha, pb Eliseu, D. Ermy, D. Vani, dentre tantos outros que contam uma linda história de fé, convicção, temor a Deus, amor pelo Bairro da Vila Operária, e assim por diante…

 

Como atuamos

NOSSA ABORDAGEM: Uma Igreja em Grupos Pequenos que valoriza a Adoração, Missões, Comunhão, Discipulado e Ministérios.

NOSSO ESTILO DE ADORAÇÃO: Uma Igreja com liturgia contemporânea.

NOSSO ALVO: Uma Igreja com foco no princípio de Atos 1:8 (no local, do outro lado da rua e até aos cofins da terra).

NOSSA LIDERANÇA: Uma Igreja liderada por Ministérios.

NOSSOS PASTORES: Uma Igreja Liderada por uma Equipe Pastoral e ministerial.

NOSSA METODOLOGIA: Uma Igreja em que os Pastores treinam e equipam seus membros para desenvolverem seus dons, potenciais e ministérios.

NOSSA ESTRATÉGIA: Uma Igreja que envolve e desenvolve seus membros de maneira natural através de Grupos pequenos reunidos semanalmente, nas casas, onde dinamizam pastoreio mutuo.

NOSSA METODOLOGIA DE ENSINO: Uma Igreja centrada nas Escrituras Sagradas e, em Pequenos Grupos visa a vivência de propósitos e princípios com foco em discipulado e transformação de vidas.

NOSSA FILOSOFIA DE MINISTÉRIO: Uma Igreja composta de ministros de Deus. Dentro da Igreja ministros e fora da Igreja missionários.

 

Alguns Princípios da nossa fé como Presbiterianos do Brasil

  • Autoridade da Bíblia – como a única regra de fé e prática (conduta). Nós, da Igreja Presbiteriana do Brasil cremos na inspiração total das escrituras e na sua inerrância e não reconhecendo nenhuma outra literatura paralela as Escrituras.
  • Separação entre a Igreja e o Estado – dentro deste principio está a liberdade religiosa.
  • Igreja – como uma comunidade local democrática e autônoma, formada de pessoas regeneradas e biblicamente batizadas, e que professam a sia fé tendo Cristo como o Cabeça.
  • A absoluta liberdade de consciência dos membros.
  • O Sacerdócio Universal dos Santos, a responsabilidade individual diante de Deus.
  • As Ordenanças: O Batismo e a Ceia do Senhor são as duas ordenanças da igreja estabelecidas pelo próprio Senhor Jesus Cristo no NT, sendo ambas de natureza simbólica. (Mt 3.5-6, 13-17, 16.26-30; Jô 3.22,23; 4.1,2; I Co 11.20,23-30)

 

QUER FAZER PARTE DE UM GRUPO PEQUENO?

Fale conosco:

44-3226-4473

secretaria@ipvo.com.br

O nosso jeito de ser IPVO – Igreja Presbiteriana da Vila Operária